O que é hipnoterapia? 5 problemas que a hipnose pode tratar

O que é hipnoterapia? Esse é um tema que vem ganhando força nos últimos tempos, mas, poucas pessoas entendem realmente a sua essência e significado.

Para entender o que é a hipnose clínica e como ela pode ser eficiente no tratamento de traumas e demais problemas emocionais, é importante fazer um aprofundamento em seu conceito.

Segundo Gerard Kein, que propôs um modelo da mente humana, existe uma subdivisão de três camadas: o consciente, subconsciente e o inconsciente.

O que é hipnoterapia – entenda as camadas da mente

Como mencionado anteriormente, é fundamental primeiramente compreender quais são as camadas que dividem a mente humana. Dito isso, os tópicos seguintes irão se aprofundar um pouco nesse tema.

O consciente

Essa é uma camada que permite exercer o total de quatro funções importantes e básicas. Nesse caso, o nosso consciente contribuir para a nossa tomada de decisões, raciocínio, memória consciente e força de vontade.

Como resultado, essas são as funções que usamos de maneira recorrente na nossa rotina pessoal e profissional.

O inconsciente

Já o inconsciente diz respeito à camada que mantém as funções corporais devidamente reguladas. Isso inclui o nosso sistema nervoso autônomo, endócrino e ainda o sistema imunológico.

Isso nos permite entender porque é tão comum nos depararmos com doenças crônicas relacionadas à saúde mental, por exemplo. Isso tanto é verdade que existem evidências de caráter científico que apontam ao fato de que pessoas com câncer e depressão correm maiores riscos de morrer do que outros pacientes com câncer que não apresentem um quadro de depressão.

O subconsciente

E, por último temos o subconsciente, que é a camada da mente que concentra grande parte dos problemas que dependem da supervisão de um psiquiatra ou terapeuta.

Essa camada é responsável por nossas emoções, instinto de autopreservação, imaginação, determinados hábitos e também memória subconsciente.

Nesta última, há a preservação de condições relevantes para o emocional que podem se manifestar em nossa vida desde que somos bem jovens. Aliás, são esses eventos que podem moldar nossas reações de caráter emocional e até mesmo eventuais comportamentos comuns durante toda a vida.

Portanto, uma pessoa que apresente comportamentos e/ou pensamentos disfuncionais pode vivenciar isso por conta de outros eventos que nem mesmo se lembre de forma consciente.

O fator crítico

O fator crítico é apontado como um quarto elemento dentro do modelo da mente, que tende a funcionar como uma espécie de barreira consciente. Seu objetivo, portanto, é manter a obstrução da entrada de determinadas informações que sejam consideradas indesejadas por parte do subconsciente.

Embora seja um modelo relativamente simples, ele é capaz de refletir perfeitamente a anatomia cerebral humana. Vale destacar que a função da mente consciente é exercida por meio do córtex pré-frontal. Por outro lado, a mente subconsciente é exercida pelo sistema límbico; já a mente inconsciente é exercida pelo tronco cerebral e também pelo hipotálamo.

Diante disso, o fator crítico também apresenta relação com alguns estudos que fazem uso da ressonância magnética funcional. Ou seja, tais dados permitem evidenciar uma ativação por parte do córtex pré-frontal pode resultar na inibição do sistema límbico – e vice-versa.

Como é feita a hipnoterapia?

Na verdade, quando a questão é saber o que a hipnoterapia pode tratar, é importante destacar que o paciente deverá ser submetido a técnicas de abordagens provenientes da psicologia. Isso é feito em conjunto com a hipnose para ajudar a potencializar e acelerar os resultados da terapia.

Nesse caso, o profissional fará inicialmente o que chamamos de anamnese, que é uma espécie de entrevista para entender qual é o problema do paciente e saber o melhor caminho para sua solução.

Além disso, haverá uma explicação sobre o que é hipnoterapia e como ela funciona – e, depois, inicia-se o processo de relaxamento. É importante que o paciente fique o mais confortável possível, pois isso ajudará na indução da tranquilidade e calma absoluta.

Feito isso, será iniciado o aprofundamento do subconsciente, onde será também feita uma comunicação direta. Com isso, o profissional poderá começar a fornecer sugestões para a mente do paciente, com foco em sanar o problema em questão – em seguida, finaliza-se o estado de transe.

Outro ponto interessante é que os pacientes também podem optar em fazer a hipnoterapia online – isso é importante para quem quer conhecer o procedimento com mais calma e para quem prefere um pouco mais de comodidade – ou, para quem não tem como ir até o consultório do terapeuta, por exemplo.

5 problemas que a hipnoterapia pode tratar!

Confira agora quais são os 5 problemas que a hipnoterapia pode tratar de maneira eficiente!

Hipnoterapia no tratamento da depressão

Com a hipnoterapia no tratamento da depressão o paciente tem a oportunidade de buscar a origem do que pode ter desencadeado o problema – com a descoberta, o tratamento pode ser focalizado para superar seus traumas e questões. Além disso, ele poderá reviver esses momentos por meio de novas perspectivas – com a ressignificação de eventos traumáticos há a liberação química cerebral e também regula-se os hormônios para um estado normal.

Hipnoterapia para a ansiedade

A hipnoterapia para a ansiedade ajuda o paciente a sair de um estado de alerta e aprender a buscar o relaxamento e o descanso da mente. Isso contribui para diminuir os níveis da ansiedade até que isso deixe de ser um problema. Em alguns casos, é interessante fazer uma reprogramação mental, de maneira a manter um controle dos pensamentos e afastar hábitos e pensamentos negativos.

Hipnoterapia para emagrecer

A hipnoterapia para emagrecer também recorre a uma reprogramação mental, ajudando o paciente a mudar hábitos alimentares, ter estímulos para realizar atividades físicas e evitar pensamentos negativos. Em alguns casos, o tratamento pode também ter relação com ansiedade ou depressão, que também podem resultar no ganho de peso.

Hipnoterapia para tratamento de traumas

Por meio da hipnoterapia é possível libertar traumas e ainda emoções negativas – isso ainda permite a identificação da origem do que pode ter desencadeado o problema.

Conclusão

Agora que você já tem uma noção melhor sobre o que é hipnoterapia, fica evidente que esse é um procedimento sério e importante para ajudar muitas pessoas!

Veja também: Reprogramação mental: O que é e como funciona o processo

COMPARTILHE:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on tumblr
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on telegram

Post relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Abrir chat
Precisa de ajuda?
Olá! Posso ajudar?