Terapia de casal: O que é? E como ela pode salvar seu relacionamento

A terapia de casal tem sido um recurso importante para salvar muitos relacionamentos.  Em tempos de isolamento social, as dificuldades para muitos casais tornaram-se ainda mais evidentes nos últimos meses. O fato é que a convivência mais intensa tornou-se um verdadeiro teste para a sobrevivência e bem-estar do relacionamento de uma maneira geral.

Anteriormente, muitos casais tinham uma rotina absolutamente diferente. Muitos, inclusive, encontravam-se na hora do café da manhã e também no final do dia. Mas, por conta da pandemia e das medidas de contenção para evitar a transmissão do vírus, a convivência passou a ser 24 horas por dia e sete dias por semana.

Com isso, a rotina individual e até mesmo as válvulas de escape comuns, como encontrar amigos, colegas de trabalhos e outras atividades passaram a ser algo impraticável.

Essa “hiperconvivência” não é um problema isolado. Isso  porque ela soma-se a outras questões, como o medo e até mesmo a insegurança que todos estão passando neste momento. Ou seja, o emocional tende a ficar à flor da pele e intensifica as emoções. Para o relacionamento, isso pode acarretar discussões, insatisfações e até mesmo resultar em uma separação.

A terapia de casal e o atual cenário

Embora não exista um número preciso sobre esse atual cenário, que ajudem a evidenciar o número relevante de possíveis separações em todo o país, existe uma percepção por parte de especialistas no âmbito da terapia de casal.

Muitos terapeutas mantiveram os atendimentos online e, existem muitas pessoas buscando essa alternativa para lidar com conflitos conjugais que acabaram sendo muito recorrentes desde que o confinamento começou.

Um dado interessante é identificado pelo volume de pesquisas no Google sobre o atual cenário. Buscas relacionadas à “como dar entrada no divórcio” atingiu mais de 80% ainda em março de 2020 em comparação com períodos anteriores.

Como a terapia de casal pode ajudar a salvar o relacionamento em tempos tão difíceis?

O relacionamento a dois envolve uma soma de obstáculos e questões complexas. Diversos assuntos, como a rotina do lar e da família, divisão de tarefas de caráter doméstico e até mesmo o cuidado com os filhos podem gerar conflitos para o casal.

Além disso, questões financeiras e até mesmo associadas a sexualidade estão entre os motivos mais comuns para que casais acabem buscando ajuda profissional. E, isso não é algo exclusivo por conta do isolamento social, mas sim desde muito antes.

Terapia de casal

A falta de diálogo entre o casal pode ser o principal combustível para que ocorra uma crise. Em muitos casos, sentar e dialogar sobre os problemas e questões do relacionamento e até mesmo de percepção individual poderia ser um divisor de águas para uma vida a dois mais qualitativa.

A grande questão, é que nem todos os casais conseguem estabelecer esse diálogo de forma saudável. Além disso, pode ser até mesmo muito comum que muitos casais convivam anos juntos e sequer se conheçam de maneira mais profunda.

Nesse caso, saber como o outro pensa é um divisor de águas. O fato é que, com o tempo, essa ausência de intimidade pode acabar custando muito caro para a relação. Ainda mais se levarmos em consideração que grande parte das pessoas pode estar com a sensibilidade ainda mais aflorada, impacientes, confusas e vivendo diante de uma constante pressão.

A terapia de casal permite que ambos possam ser ouvidos

A terapia de casal permite que as sessões sejam mediadas por uma pessoa totalmente neutra. Isso permite que cada uma das partes tenham a oportunidade de se expressar e até mesmo de conseguir ser ouvida pela outro.

E, logicamente, isso é um grande ponto em todo o processo. Até mesmo porque, saber que o outro está lhe escutando é algo que geralmente não acontece com a frequência que seria ideal. Um dos principais motivos é que as conversas acabam se transformando em brigas – e, em muitos casos, nem mesmo há um diálogo.

O processo da terapia

Muitas pessoas não se rendem aos benefícios da terapia de casal por uma evidente falta de conhecimento sobre o tema. Muitos, inclusive, demonstram desânimo em refletir sobre o tempo que um processo como esse demanda em relação aos resultados.

Mas, essa é uma visão equivocada. Logicamente, é algo que pode variar de um caso para o outro, até porque o principal objetivo é focar nos conflitos específicos que possam estar afetando a relação. E, na verdade, já com três sessões já é possível começar a contribuir para esse entendimento e evitar que tais problemas possam se transformar em casos crônicos.

Admitir o problema é fundamental

Muitas soluções acabam sendo apenas paliativos para lidar com os problemas da relação. Viajar, passar mais tempo juntos ou até mesmo ter filhos podem amenizar, em um primeiro momento, os conflitos e problemas – mas, não de maneira permanente. Ou seja, são recursos que acabam apenas maquiando as verdadeiras razões de um relacionamento em crise.

Nesse caso, a terapia de casal torna-se uma alternativa para quem almeja encarar a relação verdadeiramente de frente e admitir que realmente existem problemas e que eles devem ser resolvidos. Em suma, esse é um passo determinante para que as duas partes possam construir um resultado mais positivo.

Não existem fórmulas prontas

É sempre importante deixar claro que a terapia de casal consiste em um processo gradual, com o foco de dedicar esforços para conduzir a possíveis soluções relacionadas ao problema no relacionamento.

Por isso, é fundamental que as duas partes tenham plena consciência de qualquer possível mudança depende muito da sua própria vontade e desejo de resgatar momentos positivos que antes eram comuns para o casal.

Terapia de casal

Vale ainda destacar que o objetivo da terapia não é levar a uma reconciliação ou uma separação, mas sim ajudar o casal a compreender o que pode ser mais positivo para o seu bem-estar e felicidade.

Como resultado, a terapia de casal não tem como objetivo fazer  um milagre, mas sim ajudar a sanar problemas de desentendimento e mostrar a força do diálogo, aceitação e respeito.

COMPARTILHE:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on tumblr
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on telegram

Post relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Abrir chat
Precisa de ajuda?
Olá! Posso ajudar?